Pra pouco…

Março 22, 2013 § 1 Comentário

Eu estou me apegando a desgraça.
Não acredito que isto seja absolutamente verdade, mas a composição em frase tem lá seu valor estético.
Eu estou negligenciando a desgraça pra conviver mais próxima dela sem me afetar.
Isto eu acredito que seja absolutamente uma verdade.

Quanto mais negligentes nos tornamos para com os valores atribuídos as nossas desgraças, mais facilmente lidamos com elas. Cheguei a um ponto em que posso muito facilmente abrir mão só pra não me dar ao trabalho e isso não é em todo uma coisa ruim, nem desconfortável, somente passiva, passiva de uma forma que você não se atreve a chamar de tediante, você deixa que qualquer tipo de coisa lhe aconteça intensamente e simplesmente não se dá ao trabalho de se preocupar.

É assim que eu aprendi a me sentir com relação às coisas que me feriam e que o meu desespero só tratava de fazer intensificar.

Ainda uso esse artifício por que me é muito importante pra escrever, sem pudor, eu posso me dar ao luxo de não me importar com valores para simplesmente escrever sobre qualquer coisa seja por uma devassidão estética ou devassidão humana.

 

É um período de transição, mas eu estou confortável.

existência bruta,

Anúncios

Tagged:

§ One Response to Pra pouco…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Pra pouco… at Old Consciousness.

meta

%d bloggers like this: