Alice no País das Minhas Maravilhas

Setembro 22, 2012 § Deixe um comentário

Alice das Maravilhas

Eram duas horas da manhã segundo o relógio cuco, estava atrasada! Atrasada para desaparecer, era quase a hora do chá!Alice olhava para os lados, sorria, desaparecia, aparecia de novo – das vistas de sua mãe. Alice corria, tomava seu chá às seis, às cinco, às oito e às dez. Sempre era a hora do chá! Soluçava, impaciente “quem sou afinal?!”, filosofava também. Olhava para os lados encontrava-se em meio à estupidez e insanidade daquele mundo completamente sem sentido. Porque as pessoas agiam daquela forma?! Ficava impressionada, e para acalmar-se, ora dançava a quadrilha das lagostas! Porque nada podia ser tão óbvio quanto realmente é? Cansava-se logo de tudo o que via. O mundo não podia ser mais impressionante que sua verdadeira realidade.

-Estão todos loucos do lado de fora! – pensava quando olhava para fora de sua própria cabeça. – deveria existir alguém para cortar-lhes as cabeças…

Confirmava num balanço de cabeça, concordando consigo mesma e ia jogar whist.

Por Constance, constantemente dentro de sua própria cabeça

Anúncios

Tagged: , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Alice no País das Minhas Maravilhas at Old Consciousness.

meta

%d bloggers like this: