Alice no País das Minhas Maravilhas

Setembro 22, 2012 § Deixe um comentário

Efadonha Alice

Alice era uma garota crua, fria, calculista. As bochechas rosadas e cheias de sardas, ocultavam todos os seus traços e ela mal sorria. Talvez por falta de hábito, talvez por que o peso das bochechas a impedisse. Tinha o cabelo enorme, repleto de cachos ruivos. Prendia-o com um lenço no topo da cabeça, assim como há de ficar uma tiara, para que não lhe caíssem aos olhos, que eram tão azuis quanto pode-se ser o mar visto da lua. Usava um vestido branco, repleto de bordados, rendas e gomos. Os pés descalços caminhavam pelo gramado, enquanto sua irmã lia um livro encostada à uma árvore, sem notar sua presença. O ar entediado, saía de sua respiração a cada bufada impaciente, o que era constante, dando-lhe o ar de criança mimada e consecutivamente amarga. A verdade é que Alice não era curiosa, não era corajosa nem perseguidora de coelhos brancos. Só era uma menina chata demais para ter amigos que fossem reais.

Anúncios

Tagged: , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Alice no País das Minhas Maravilhas at Old Consciousness.

meta

%d bloggers like this: