Pedaço de Carne que Escreve

Setembro 2, 2012 § Deixe um comentário

Escrevo pela inspiração que me falta. Escrevo para anunciar a falta de palavras que agora me exprime em sentido de tanto existirem e em nada poderem me ajudar. Escrevo pela vazies, que numa tão marcada madrugada de sábado, não me fere nem me difere. A vazies, o irrevogável tédio. Escrevo agora pelos motivos que, não sei, não agora, não quero. Escrevo pela falta de interesse em qualquer outra coisa, pela decepção do todo e pela falta em si. Escrevo agora e descrevo o processo pelo o qual minha mente trabalha sem trabalhar, escrevendo para marcar o momento em que em mim o mais profundo tédio, o mais profundo desinteresse em todas as coisas – inclusive escrever, me obriga a anunciar para o agora toda essa transposição de estado de espírito. Devo procurar saber os motivos que me trazem a tal inexorável estado de depreciação do todo? Do ser, do meu ser! Fujo de tudo e do processo de consciência. Nada mais sou que um pedaço de carne regido por pensamento. Um pedaço de carne que tenta comunicar os sentidos com palavras. Palavras, técnica. O tédio que me aprofunda é o de não saber como esclarecer a mim mesma os mistérios do meu próprio ser como muito mais que um só pedaço de carne. Tantos dizem, dizem tanto sobre! Em silencio, me comunico.

Anúncios

Tagged: , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Pedaço de Carne que Escreve at Old Consciousness.

meta

%d bloggers like this: