O Baque

Maio 30, 2012 § Deixe um comentário

Pouco a pouco me deixei ser derrubada pela sua vontade de me afastar. Dancei, pendendo para os lados, oscilante no meu equilíbrio a alguns palmos do chão, embriaguei-me para ignorar, ignorei para não sentir, o baque.

Anúncios

Tagged: ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading O Baque at Old Consciousness.

meta

%d bloggers like this: