Suspiros ao Mar

Maio 19, 2012 § Deixe um comentário

Perdida no som dos suspiros, ela foge. Inebriada pela ilusão, ela volta. Mais uma vez suspira, está cansada ou chora. Ela já não reconhece o tom das mentiras, ela já não contesta, ela já não implora. Tudo o que sonhou esvaiu, escorreu pro mar. Um ou dois meses, ela diz, tudo vai passar. E neste lenga-lenga continua com beijos frios e esse e aquele mês se vão, sim, tudo passa, nada muda. Em silêncio ela continua e mais tarde, de súbito um grito! Não é em vão que ela sofre, ela grita, é fascínio, toda fascínio por tudo aquilo o que escolhe sofrer e escorrendo pela própria alma ela sofre em prol do prazer da esperança, mesmo assim ninguém a escuta gritar, ela sofre e sofre para acreditar, foge, perdida no som dos suspiros, mas mais uma vez inebriada pela ilusão, ela volta. Ele a beija e dessa vez com um beijo ardente, ela se afasta e foge, foge e se perde, inebriada pela ilusão, se perde no som dos suspiros. Tudo o que sonhou esvaiu, escorreu pro mar.

(Um Conto Por Música: Nantes, The Flyind Club Cup, BEIRUT)

Anúncios

Tagged:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Suspiros ao Mar at Old Consciousness.

meta

%d bloggers like this: