Pequena de Fogo

Maio 18, 2012 § Deixe um comentário

Com o fogo na pele, o fogo nos olhos, ó fogo de palha. Ela tira de todos o ar, ela os queima em desejos, salpicada de ardência em olhar. Ela é viva demais, ela é combustão, é chama, é calor. Anda de lá pra cá, queima os que a tocam, aquece os que se aproximam. Canta e ninguém vê, grita e ninguém ouve. Vivendo a mercê dos gritos daqueles que já queimou, ah, ela vai embora! Ela volta, manhosa, chaminha de manhã, pedacinho de sol em isqueiro, sorrateira, mas nunca morna. Ela queima de novo, um beijo. Fim de noite é fogueira viva, grita e esperneia, toda desejos. Fogo de palha: vai embora. E sozinha se afoga, de lágrimas apaga seu fogo.

Anúncios

Tagged:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Pequena de Fogo at Old Consciousness.

meta

%d bloggers like this: