Chuva numa madrugada de Sábado

Fevereiro 12, 2012 § Deixe um comentário

Não existem dúvidas de que a chuva me é extremamente inspiradora, principalmente nas madrugadas de sábado. Ultimamente estive empenhada em escrever artigos políticos, tanto para um maior conhecimento da minha parte sobre o assunto, quanto para sair da minha própria zona de conforto, no entanto, nada mais romântico do que a chuva numa madrugada de sábado para me fazer querer escrever algo mais sentimental.
Apesar da imensa propensão para tal, não me sinto melancólica, não me sinto nem mesmo melancólica pelo fato de não me sentir melancólica, como costumava ser antigamente, onde tudo era motivo para uma melancolia tocante que tanto fazia parte dos meus escritos. Desta vez escrevo sem nenhum fundamento sentimental ou romântico, apenas reflito logicamente sobre a influência da chuva nas madrugadas de sábado para escritores românticos como eu, que apesar de todas as minhas mudanças para com meus escritos, ainda me considero tal. Não banalizo os sentimentos sobre os quais já tanto escrevi, tampouco desejo parar de escrevê-los. Existe alguma coisa na natureza humana que me impede disso. Mas neste momento, apenas reflito de um ponto de vista muito mais racional a importância dos sentidos para com um todo e não só romântico, sentindo como se o som das gotas caindo no meio do silêncio sombrio da madrugada fosse capaz de inspirar a qualquer um, com qualquer propósito, tanto um matemático, quanto um músico, tanto um governador quanto um pensador político, tanto um filósofo quanto um médico. A chuva, o silêncio e a escuridão são extremamente inspiradores para qualquer um com o propósito de reflexão. Tudo fica mais belo, mais intenso, mais vivo nestas condições. A natureza humana une-se com as naturezas externas, criando um estado de criação propício a qualquer um com o simples desejo de refletir, criar e concluir. Oh, se todos pudessem ver e sentir como eu sinto. Se todos pudessem se deixar sensibilizar por este encanto… creio que o mundo precisa de profissionais mais sensíveis, creio que o mundo precise de um pouco mais de contemplação para com as coisas simples e simplesmente inspiradoras, estimular-se-ia o caráter e as ideias.

Por Constance, constantemente melancólica aos sábados

Anúncios

Tagged: , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Chuva numa madrugada de Sábado at Old Consciousness.

meta

%d bloggers like this: