A verdade do silêncio

Dezembro 21, 2011 § 1 Comentário

Eu disse uma vez, embora poucos acreditassem:
-Mais vale a sinceridade bem direcionada, que as falsas gentilezas!
Mas é claro, com outras palavras e em circunstancias as quais me fizeram ser interpretada com banalidade. Mas gosto quando esse tipo de coisa é visto dessa forma, pucha um ressentimento silencioso e inquieto, profundo e interno. É uma sensação deliciosa de se ocasionar nos outros. Aos leitores que já tiveram a oportunidade de dizer algo em tom de brincadeira, silenciosa verdade, e viu, pouco tempo depois o fruto dessa brincadeira se concretizar, imaginando na face de seu receptor a feição ocasionada por tais palavras, oh, sabe do que falo e sabe o quão gratificante é dizê-lo.

Anúncios

§ One Response to A verdade do silêncio

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading A verdade do silêncio at Old Consciousness.

meta

%d bloggers like this: