Para mim mesma

Outubro 13, 2011 § 1 Comentário

Muito provavelmente e quase com toda a certeza desse mundo – desconfio ainda por pequenos percentuais que insistem em felizmente descordar – sou a única leitora fiel deste blog. Durante algum tempo, pensei em me importar, pensei em escrever artigos mais interessantes aos olhares externos, usuários desse mundo virtual que agora habito tão fielmente sempre que possível, mas percebi que isso seria simplesmente impossível, por uma série de motivos, sendo um deles a origem deste blog, minha velha consciência, a qual busco nos confins de minha existência, onde julgo estar parte de mim que nomeio Constance. São sentimentos demais, uma parte de mim mais valiosa que qualquer número possa representar, portanto, enquanto não houver nenhum leitor, mas eu puder considerar isso a minha arte mais do que considero o número de leitores, então, este blog continuará sendo a minha… velha consciência.

Anúncios

Tagged:

§ One Response to Para mim mesma

  • Questão que atormenta a maioria dos blogueiros, muito engraçado, é a perspectiva dos leitores, a espera dos comentários, e depois, um pouco de vergonha por ter se deixado a mostra. Eu, como blogueira iniciante, me identifiquei com seu desabafo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Para mim mesma at Old Consciousness.

meta

%d bloggers like this: