A Verdade dos Homens

Setembro 2, 2011 § Deixe um comentário

A mesma situação interpretada por cada um dos meus personagens de A Verdade dos Homens

 

O Pessimista – Rückblick Furtwängler

Ando pelas ruas da cidade, é difícil identificar a necessidade crescente que me impulsiona a continuar andando, sem ter que chegar a lugar nenhum. Olho para os lados, o céu está escuro, faz frio e meu casaco não é quente o suficiente. Os pêlos do meu braço se eriçam, estou tremendo, mas a negligência me impede de importar.

Vera chamou-me para ir até sua casa. Creio que posso morrer no meio do caminho, as possibilidades são imensas, e sequer preciso citá-las, usando a imaginação, qualquer um é capaz de enxergar o quão maior são as chances de desgraça diante de qualquer possibilidade de uma situação agradável, principalmente hoje, principalmente à tarde, principalmente à rua!

Anúncios

Tagged: ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading A Verdade dos Homens at Old Consciousness.

meta

%d bloggers like this: