Cartas ao Oscar

Agosto 11, 2011 § Deixe um comentário

Queridíssimo e amado Oscar…

Meu Querido Oscar! Há quanto não o escrevo! Devo assumir que isto só se deve ao fato de que você nunca o faz! Mas tudo bem, por que não consigo, jamais, ficar sem escrever-lhe! Vêm-me o imenso medo de que você possa vir a esquecer-me! Espero que isso não aconteça nunca. Sei que não me ama da forma como o amo, mas o que seria de mim… Agora, uma Constance moderna, não tanto quanto ti, mas sim, agora… um pouco mais moderna, sem um platonismo? Após tantos anos, não sei se ainda o conheço, e talvez seja esse o motivo pelo qual cultivo tanto amor por você. O fato de não conhecê-lo! É maravilhoso sonhar todas as noites com os lábios mais macios e sensuais, com o toque mais formidável e com as palavras que jamais direcionaria a mim com sinceridade se não fosse um sonho, planejamento idealizado pelo fato de não ter de você, conhecimento necessário para saber que jamais diria essas coisas tão românticas, talvez também, profanas, que cabem tão belamente à minha imaginação! O que diria você dessas palavras que escrevo-lhe tão ardidamente?! Jamais haverei de saber? É triste, muito, muito triste. Por que nunca, jamais, em nenhuma outra circunstancia fui tão sincera!

Carinhosa e apaixonadamente, Constance.

Anúncios

Tagged: , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Cartas ao Oscar at Old Consciousness.

meta

%d bloggers like this: