Quem é Constance

Julho 26, 2011 § Deixe um comentário

A demagogia egoísta me impede de ser qualquer coisa próxima demais do que eu realmente sou, por isso sou exatamente tudo aquilo que quero ser.

Eu sou o vilão, sou a única pessoa capaz de fazer-me aflorar o ódio pela existência.

Eu sou o herói, sou a única pessoa capaz de desenterrar-me de minha agonia, sou a única personagem ideal para fazê-lo, pois esta é demasiadamente idealizada e ninguém conhece melhor os meus ideais que o vilão que o afeta.

Eu sou a comédia, sou a única pessoa que pode criar a diversão, se eu não acreditar que algo não é divertido então, não o será.

Eu sou o indiferente, porque aquilo o que não tem correlatividade as minhas personagens não pode ser interessante, a menos que eu o considere, de alguma forma, correlato.

Eu sou o apaixonado, porque sou a única pessoa terminantemente apaixonada por uma série de pessoas que jamais conheci, e devo acrescentar, que apenas as amo tão frivolamente e verdadeiramente por que não as conheço, o que é a única razão para uma ideologia de perfeição.

Eu sou o invejoso, por que digo que não quero as coisas que nunca terei e só por isso tenho tudo aquilo o que não quero.

Termino isto em uma outra noite, quando, desocupada, eu quiser ser mais alguém.

por Constance, constantemente

Anúncios

Tagged:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Quem é Constance at Old Consciousness.

meta

%d bloggers like this: