Cartas à Oscar como sendo interprete para a sociedade

Julho 2, 2011 § Deixe um comentário

Hoje estou triste, um tanto quanto decepcionada comigo mesma. Você, tão vivaz, tão apaixonado, tão intenso… Escrevia comédias, enquanto a mim, um pedaço vazio sem expectativas, sem sentimentos, talvez, quase sem vida… Escrevo romances que jamais vivenciarei, que jamais acreditarei. Me coloco limites, mesmo que eu não me rotule, sei o que sou e isso é tudo, pois não sou nada. Nesse momento uma crise me aflora e sinto como se apenas a impossibilidade fosse capaz de mover-me. Mover-me para os caminhos sórdidos onde não quero chegar, pois meus desejos vão além da minha capacidade e assim, por esse motivo, os romances que escrevo se tornam tão intensos. Mas então, olhando para mim eu vejo um pedaço de nada. Quem dera eu pudesse parar de escrever! Quem dera eu pudesse viver e sentir mais do que posso transmitir em palavras. Quem dera eu pudesse ser a rainha de mim mesma!

Gostaria eu de te um coração, pois sinto como se apenas eu tivesse um espírito produtor! Gostaria eu de não possuir um coração, que tivesse sido ele roubado e deixasse-me a mercê de qualquer expectativa! Quem dera eu querer dar tudo por alguém… Quem dera eu não ter nada por já tê-lo entregado a alguém. Quem dera eu ter olhos para com mais alguém além de mim mesma. Quem dera eu viver a vida e não os dias!

Quem dera eu viver os romances e não escrevê-los!

Por Constance, constantemente saudosa, submissa e infeliz…

 

Anúncios

Tagged: , , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading Cartas à Oscar como sendo interprete para a sociedade at Old Consciousness.

meta

%d bloggers like this: